segunda-feira, 10 de agosto de 2009

A Dor

A Dor - expande o Tempo -
Eras se enrolam dentro da
Circunferência
De um só Cérebro -

A Dor contrai - o Tempo -
Num mero Tiro
Milhões de Eternidades
Cabem num Suspiro -

Emily Dickinson - tradução de Augusto de Campos


A tradução do último verso me incomoda... No original é "Are as they were not". Cabem num Suspiro é muito belo, mas achei diferente demais em sentido.
Enfim.

2 comentários:

Marcello disse...

Olá.

Realmente essa tradução ficou estranha, mas na falta de uma melhor, são essas palavras.

Gostei do seu espaço, visitarei mais vezes.

Beijos

J.F. de Souza disse...

Ah, gente... Mas fica excelente! É só tentar encaixar... Usem a mente. Usem o coração.

Ñ conhecia o escrito. Mas, ao saber disso, do último verso... Ficou tão mais bonito, o poema... =)

Prazer! =)

Até!